Advogados que aplicavam golpes em clientes são condenados a mais de 78 anos de reclusão

O Ministério Público de Minas Gerais por intermédio do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) núcleo Varginha e da Promotoria de Justiça da Comarca de Elói Mendes, obteve  a condenação de três advogados, bem como um captador de clientes,  processados por pelas práticas de organização criminosa, obstrução as investigações, apropriação indébita em causa do aumento de pena e falsidade ideológica.Clique eme Leia Mais e confira notícia completa.

 

 

O grupo ingressava com dezenas de ações judiciais sem o conhecimento dos clientes e se apropriava do dinheiro das condenações, além disso falsificava recibos. Durante a investigação tentaram ainda  atrapalhar.

O primeiro advogado foi condenado a 78 anos e 08 meses de reclusão, o segundo ao cumprimento de pena 75 anos e 10 meses de reclusão, o terceiro, ao cumprimento de 05 anos e 06 meses de reclusão.

Além disso,  eles respondem a outros processos nas comarcas de Elói Mendes e Bom sucesso e seguem presos.



Esta notícia foi lida 1.581 vezes.

Comentários estão desabilitados.